.posts recentes

. LINHA DO TUA

. CCDR trava prospecções no...

. Adorei este artigo!

. Factura EDP

. Os lobos da governança

. Convite para audição públ...

. Presidente do INAG desmen...

. Barragem de Foz Tua

. A todos os amigos e visit...

. Partido “Os Verdes” diz q...

. Montesinho terá energia e...

. O Governo ainda não sabe ...

. Barragem do Tua

. Governo aprova Programa N...

. Tente acertar!

. Este blog também está de ...

. Gato Fedorento / para rir

. República dos bananas

. As mãos limpas

. Autocarro avariado acende...

. Homenagem A Florencia e à...

. Salvem a Linha do Tua

. Debate em Mirandela - Inf...

. Estalou o verniz ao Gover...

. Barragem vai afogar linha...

. Contra o fecho da Urgênci...

. Tratados como animais!

. A minha mãe partiu para o...

. Água castanha obriga Câma...

. Funcionários públicos - A...

. A lei da selva

. Mais pobres pagam cada ve...

. Música medieval em Carraz...

. Imagens do blog do amigo ...

. Ministra da Educação - Ga...

. Encerramento das Urgência...

. As grandes questões do no...

. Ministro da má saúde dos ...

. Parque de campismo flutua...

. os perigos de dizer a ver...

. "Faça dos outros estúpido...

. O deserto da Margem Sul

. O Engenheiro Areias / Est...

. Apoio à Greve Geral

. A 30 de Maio os trabalhad...

. convite

. As imagens valem por mil ...

. Mapa de Portugal

. Última hora / Murça: mini...

. Sócrates pediu o esforço ...

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Fazer olhinhos

.Sergei cartoons


Cartoons, Caricatures, Comic Strips & much more!

Estou no Blog.com.pt

Terça-feira, 31 de Outubro de 2006

Quatro milhões de portugueses podem ser infectados

Upandemia da infecção pela gripe das aves em humanos pode infectar quatro milhões de portugueses e manter em casa 40% dos trabalhadores, refere um estudo do Observatório Nacional de Saúde (Onsa), do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (Insa- -RJ), que foi divulgado ontem. O trabalho procura traçar um cenário do impacto de uma eventual pandemia pelo vírus da gripe das aves em humanos, sem ter em conta o efeito da acção da vacina contra a doença ou do tratamento com antivirais

Apresentado no encontro "Ensaio de Protocolos de Actuação - Resposta à Gripe Pandémica em Portugal", que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa -, o trabalho promovido pela Escola Nacional de Saúde Pública e pela Direcção-Geral da Saúde procurou avaliar o efeito de uma epidemia em que o vírus infecte 40 pessoas em cada 100, com as quais entre em contacto.

As autoridades nacionais e internacionais receiam a hipótese de que o vírus que afecta as aves - o H5N1 - possa sofrer mutações e começar a infectar humanos, produzindo uma pandemia de gripe.

Desde 2003, segundo indicou o director-geral da Saúde, Francisco George, registaram-se em todo o mundo 256 casos de infecção em humanos com este vírus.
Como a futura pandemia pode processar-se em duas vagas, Baltasar Nunes, do Onsa, estimou que numa primeira fase, mais branda, cerca de um milhão de portugueses possa ser infectado, um valor que sobe para três milhões, numa segunda fase. O investigador adiantou que, na primeira onda, o Serviço Nacional de Saúde deverá ser solicitado a conceder 1,9 milhões de consultas, procura que, na segunda fase, aumentará para mais de três milhões.

Estudo no início de 2007

Em breve, o Onsa iniciará um estudo sobre o grau de procura que os hospitais e centros de saúde podem esperar por parte da população que reside na sua área, em caso de pandemia, revelou Baltasar Nunes, adiantando que o trabalho deverá estar concluído no princípio do próximo ano.

No encontro de esteve também em debate o grau de absentismo laboral que a pandemia poderá causar. Numa empresa com cerca de 400 trabalhadores, 81% dos quais mulheres, se a pandemia se fizer sentir durante oito semanas, "é possível prever uma taxa de absentismo de 38% a 40%".

"Num cenário mais grave, com uma taxa de ataque de 40%, a percentagem da população a ficar afectada é de 40%", referiu à Lusa Baltasar Nunes, realçando que se trata de um cenário e não de uma previsão que visa preparar as estruturas de saúde para "a pior situação possível".

As possíveis mortes resultantes de uma pandemia de gripe aviária já estão calculadas, mas ainda não foram divulgadas. "Apesar do desejo de ver os resultados ao nível dos óbitos, o parâmetro com maior interesse para a gestão são as hospitalizações e consultas", explicou o investigador.

Morte no Egipto

O vírus fez ontem a sétima vítima mortal no Egito. Uma mulher hospitalizada desde 4 de Outubro, infectada pelo H5N1 por ter estado aves de capoeira. Só na Indonésia - país regista primeiro caso de transmissão entre humanos -, o vírus já causou a morte a 55 pessoas.


publicado por laura_ceu às 14:14

link do post | comentar | favorito


Cadastre-se no Trafegando - Divulgue Seu Site Gratuitamente e aumente suas visitas gratuitamente!

.mais sobre mim

.pesquisar

 

<script

.tags

. todas as tags