.posts recentes

. Povoação transmontana ati...

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Fazer olhinhos

.Sergei cartoons


Cartoons, Caricatures, Comic Strips & much more!

Estou no Blog.com.pt


Sábado, 19 de Maio de 2007

Povoação transmontana atingida por trovoada, chuva e granizo

 

 

 

Tempestade arrasou plantações

Cerca de 70 a 80 por cento das plantações agrícolas e caminhos agrícolas destruídos foi o resultado de uma chuva de granizo que caiu hoje na freguesia de Jou, concelho de Murça, disse o presidente da Câmara.

O presidente da Câmara de Murça, João Teixeira, disse à Agência Lusa que se «registaram grandes prejuízos» um pouco por toda a freguesia de Jou, na sequência de uma trovoada com queda de chuva e granizo durante cerca de uma hora e meia.

A trovoada terá ocorrido, segundo o autarca, entre as 16:00 e as 17:30 e afectou as aldeias de Cimo de Vila, Aboleira, Rio, Banho, Penabeice, Mascanho e área envolvente ao Santuário de Santa Isabel.

João Teixeira afirmou que entre «70 a 80 por cento» da produção da freguesia «ficou destruída».

O vice-presidente da autarquia, José Maria Costa, disse à Lusa que a produção de cereja da freguesia «ficou praticamente toda destruída» e referiu ainda os prejuízos na maçã, vinha, produção de batata, cereais ou produtos hortícolas.

José Maria Costa referiu ainda a destruição de caminhos agrícolas das propriedades, o que se verificou nas zonas de encosta e, acrescentou, que algumas estradas municipais foram atingidas pelo arrastamento de terras.

João Teixeira referiu que o arrastamento de terras levou ainda à paragem da estação de bombagem que abastece a freguesia de Jou e parte da vila de Murça estando, no entanto, segundo o responsável, garantido o abastecimento de água às populações através dos depósitos.

O objectivo foi impedir a entrada de água barrenta no sistema de abastecimento.

Frisou que a Protecção Civil está no local e que os serviços municipais estão a efectuar um levantamento dos prejuízos causados.

Refira-se que, a 07 de Junho de 2004, a queda de granizo nas localidades de Porrais e Sobreira, também no concelho de Murça, provocou prejuízos em vários hectares de vinha e olival de 450 agricultores.

Logo no dia a seguir, o então Ministro da Agricultura, Sevinate Pinto, visitou estas localidades para avaliar os estragos e, a 09 de Junho, o Conselho de Ministros aprovou a disponibilização de uma quantia até um milhão de euros para pequenos agricultores do concelho de Murça afectados pelo mau tempo.

Mais de um ano depois, os agricultores receberam as compensações - cerca de 600 euros por hectare de vinha.

2007/05/19 | 22:51

In: Portugal Diário


publicado por laura_ceu às 23:30

link do post | comentar | favorito
|


Cadastre-se no Trafegando - Divulgue Seu Site Gratuitamente e aumente suas visitas gratuitamente!

.mais sobre mim

.pesquisar

 

<script

.tags

. todas as tags