.posts recentes

. LINHA DO TUA

. CCDR trava prospecções no...

. Adorei este artigo!

. Factura EDP

. Os lobos da governança

. Convite para audição públ...

. Presidente do INAG desmen...

. Barragem de Foz Tua

. A todos os amigos e visit...

. Partido “Os Verdes” diz q...

. Montesinho terá energia e...

. O Governo ainda não sabe ...

. Barragem do Tua

. Governo aprova Programa N...

. Tente acertar!

. Este blog também está de ...

. Gato Fedorento / para rir

. República dos bananas

. As mãos limpas

. Autocarro avariado acende...

. Homenagem A Florencia e à...

. Salvem a Linha do Tua

. Debate em Mirandela - Inf...

. Estalou o verniz ao Gover...

. Barragem vai afogar linha...

. Contra o fecho da Urgênci...

. Tratados como animais!

. A minha mãe partiu para o...

. Água castanha obriga Câma...

. Funcionários públicos - A...

. A lei da selva

. Mais pobres pagam cada ve...

. Música medieval em Carraz...

. Imagens do blog do amigo ...

. Ministra da Educação - Ga...

. Encerramento das Urgência...

. As grandes questões do no...

. Ministro da má saúde dos ...

. Parque de campismo flutua...

. os perigos de dizer a ver...

. "Faça dos outros estúpido...

. O deserto da Margem Sul

. O Engenheiro Areias / Est...

. Apoio à Greve Geral

. A 30 de Maio os trabalhad...

. convite

. As imagens valem por mil ...

. Mapa de Portugal

. Última hora / Murça: mini...

. Sócrates pediu o esforço ...

.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Fazer olhinhos

.Sergei cartoons


Cartoons, Caricatures, Comic Strips & much more!

Estou no Blog.com.pt

Sábado, 28 de Abril de 2007

Esta não podia deixar passar! "Em cada 100€"

Em cada 100 euros que o patrão paga pela minha força de trabalho, o
Estado, e muito bem, tira-me 20 euros para o IRS e 11 euros para a Segurança Social.


O meu patrão, por cada 100 euros que paga pela minha força de trabalho, é obrigado a dar ao Estado, e muito bem, mais 23,75 euros para a Segurança Social.

E por cada 100 euros de riqueza que eu produzo, o Estado, e muito bem, retira ao meu patrão outros 33 euros.

Cada vez que eu, no supermercado, gasto os 100 euros que o meu patrão pagou, o Estado, e muito bem, fica com 21 euros para si.

Em resumo:

  • Quando ganho 100 euros, o Estado fica quase com 55.

  • Quando gasto 100 euros, o Estado, no mínimo, cobra 21.

  • Quando lucro 100 euros, o Estado enriquece 33.

  • Quando compro um carro, uma casa, herdo um quadro, registo os meus negócios ou peço uma certidão, o Estado, e muito bem, fica com quase metade das verbas envolvidas no caso.

Eu pago e acho muito bem, portanto exijo:

  • um sistema de ensino que garanta cultura, civismo e futuro emprego para os meus filhos.

  • Serviços de saúde exemplares. Um hospital bem equipado a menos de 20 km da minha casa.

  • Estradas largas, sem buracos e bem sinalizadas em todo o país. Auto-estradas sem portagens.

  • Pontes que não caiam.

  • Tribunais com capacidade para decidir processos em menos de um ano.

  • Uma máquina fiscal que cobre igualitariamente os impostos.

Eu pago, e por isso quero ter, quando lá chegar:

  • a reforma garantida e jardins públicos e espaços verdes bem tratados e seguros.

  •  Polícia eficiente e equipada.

  • Os monumentos do meu País bem conservados e abertos ao público, uma orquestra sinfónica.

     
  • Filmes criados em Portugal. E, no mínimo, que não haja
    um único caso de fome e miséria nesta terra.

      

    Na pior das hipóteses, cada 300 euros em circulação em Portugal garantem ao Estado 100 euros de receita. 


    Portanto, Sr. Primeiro-ministro, governe-se com o dinheirinho que lhe dou porque eu quero e tenho direito a tudo isto.

    Um português contribuinte.

     Recebido por mail.

     

     


publicado por laura_ceu às 19:59

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

Acontecimento do Ano de 1994 / Buzinão na Ponte 25 de Abril

Quem se esqueceu, que na altura Cavaco estava no governo!

Quem se esqueceu da repressão policial sobre os manifestantes? A história repete-se e os manifestantes começam novamente a ser maltratados!

 


publicado por laura_ceu às 23:36

link do post | comentar | favorito
|

REPORTAGEM / por Manuel Baptista

A manif correu muito bem, sem incidentes até ao Largo Camões. As pessoas no Largo Camões tiraram fotos, gritaram uns slogans e algumas dispersaram. Outras ficaram mais um pouco e organizaram-se em marcha «de regresso». Assim, começaram a descer (em sentido inverso) o Chiado, virando na Rua do Carmo, umas cinquenta pessoas, gritando slogans anti-fascistas. Eu acompanhei a manifestação «de regresso» até este ponto. Verifiquei que os carros da polícia iam retirando à medida que os manifestantes se aproximavam, os três graduados da PSP, com os seus pingalins, desciam descontraidamente a uns metros à frente da manif. Não houve problemas até meio da Rua do Carmo. Na altura em que estavam os manifestantes a alcançar as escadas por de baixo do elevador de Sta Justa (a meio da Calçada), começaram eles -manifesantes- a fazer meia volta e a correr calçada acima. Alguém os avisou que tinham sido encurralados. E assim foi. Carrinhas com polícias de choque às largas dezenas desceram em grande velocidade o Chiado, selando o alto da rua do Carmo, enquanto outras com igual força e os referidos polícias de choque subiam a rua do Carmo. Estes últimos desceram imediatamente dos carros, ainda antes destes travarem e começaram a correr em direcção aos manifestantes, agredindo-os à bastonada enquanto estes tentavam escapar desesperadamente. Os que estavam perto, meros espectadores ou pessoas que acompanharam o cortejo de lado, ficaram também encurralados por polícias agressivos, com ameaça física a toda a gente, mas que batiam selvaticamente e sem hesitação em alguém que tivesse «aspecto» de manifestante.
Vi polícias em grupos de cinco ou mais «dar caça» na baixa a manifestantes ou outras pessoas. Uma rapariga que ia a fugir, estava diante da Pastelaria Suiça, quando foi agredida, imobilizada no chão e arrastada sob prisão a 500 metros de distância para ser encurralada nos carros celulares. O mesmo passou-se com outros (eles não fizeram nenhum gesto agressivo, a fuga era para os polícias o «motivo» para perseguirem e baterem selvaticamente nessas pessoas).

As pessoas que assistiram a isto tudo têm com certeza cenas de uma brutalidade inaudita para contar (é importante testemunharem para se apurarem responsabilidades) .

Eu tentei evitar que as pessoas permanececem presas, tentei falar calmamente com o graduado da PSP. Este não ficou nada impressionado com o meu pedido, inclusive disse-lhe que o que estava a fazer era profundamente incorrecto e que ao menos soltasse as pessoas, pois não tinha a mínima legitimidade para as manter presas.

As pessoas que foram presas, provavelmente foram brutalizadas todas no momento da prisão, pois eu verifiquei o modo de actuar da polícia em vários casos. Contaram-me que uma jovem ficou com o braço partido, o que não me espantaria.

A actuação foi deliberada.
Foi uma actuação destinada a instilar medo.
O que fizeram e comandaram os graduados da PSP foi obviamente premeditado.
Penso que eles cometeram um atentado à liberdade de manifestação e à integridade fícia de pessoas. É uma acusação grave mas posso (pudemos) prová-la.

Queriam mostrar que são eles que decidem o que é a lei, no 25 de Abril, em especial.

Assim estão eles a «garantir» a segurança dos cidadãos.

Os manifestantes, não estavam a cometer nenhuma infracção grave, apenas estavam a gritar palavras de ordem e mais nada.
A polícia, essa, cometeu desacatos e muitos...

Fascismo NUNCA MAIS... 25 de Abril SEMPRE !!!

O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO

http://portugal.sarava.org/ler.php?numero=116927&cidade=1


publicado por laura_ceu às 23:11

link do post | comentar | favorito
|

"Anti-fascistas" cometem assaltos e agressões a cidadãos

Manifestação 25 de Abril em Lisboa 07


publicado por laura_ceu às 22:47

link do post | comentar | favorito
|

Repressão policial 25/04/2007

Aqui so mostra uma pequena parte da forca de intervencao, no momento em que as pessoas ja tinham sido todas espancadas e algumas estavam a ser presas. O policia tb me ameacou de estar a filmar e que iria fazer o mesmo que aos outros.. partir a camera(neste caso telemovel) para n restarem provas. Infelizmente isto n sao provas da repressao uma vez que foi feito depois de esta ter acontecido. Parabens ao professor que falou e a outra pessoa que estava ao lado, à pessoa de direito que estava a perguntar o que se podia fazer e a todas as pessoas que resistiram. Que alguma coisa seja feita e que um inquerito seja feito. RESISTENCIA ANTI_FASCISTA
Ps: forca aos que foram presos e que a o excesso de forca, com grande prazer dos policias como constatei, seja averiguada ao mais alto nivel.
Espero que os videos que sobreviveram a destruicao da policia e que mostrem a policia a bater com prazer nas pessoas que estavam com as maos no ar aparecam na net.
Podem nos bater mas na internet, ainda, ninguem nos para ( qq dia ate na internet mas até lá.. aproveitem)
Texto do autor do vídeo

publicado por laura_ceu às 22:44

link do post | comentar | favorito
|

25 abril dia da liberdade? / As marcas da repressão policial!


publicado por laura_ceu às 22:40

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

25 de Abril

 

«O Futuro»

Isto vai meus amigos isto vai
um passo atrás são sempre dois em frente
e um povo verdadeiro não se trai
não quer gente mais gente que outra gente

 

Isto vai meus amigos isto vai
o que é preciso é ter sempre presente
que o presente é um tempo que se vai
e o futuro é o tempo resistente

Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a cor que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai.

 

O que é preciso é termos confiança
se fizermos de maio a nossa lança
isto vai meus amigos isto vai.

José Carlos Ary dos Santos


publicado por laura_ceu às 19:24

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Abril de 2007

Afinal a montanha pariu um ratinho e muitos boys!

Tralvez só com a derrota nas próximas eleições se saiba a verdade!?

Será que a bomba anunciada rebentou de fora para dentro?

UnI entrega notas de Sócrates

A Universidade Independente entregou esta quarta-feira as notas de cinco cadeiras de José Sócrates. De «bombástico», como prometido, a conferência de imprensa marcada para as 20h teve pouco. Lúcio Pimentel, presidente da SIDES, empresa que gere a UnI, afirmou que o primeiro-ministro concluiu a sua licenciatura a 8 de Setembro de 1996, um domingo. «A data de conclusão da licenciatura é 8 de Setembro de 1996, tal como consta do processo individual de que dispomos», disse o presidente da SIDES.

Sobre o outro certificado de habilitações encontrado na câmara da Covilhã, Lúcio Pimentel não sabe esclarecer a disparidade de datas. Recorde-se que esse documento afere que o primeiro-ministro conclui a licenciatura a 8 de Agosto de 1996. Perante a insistência dos jornalistas sobre o facto de haver datas diferentes, Lúcio Pimentel insiste que «esta [8 de Setembro] é a data que consta da base de dados do sistema».

O que Pimentel admite é a «existência de um erro académico, mas se se provar que não é um erro» e antes uma «prática criminosa», a Universidade promete «agir a curto prazo».

Quanto às provas académicas, há pouco a mostrar: «Todos os exames com mais de cinco anos são destruídos». Assim, a única prova - um trabalho de uma folha A4 - é a de Inglês Técnico que, por erro, foi parar ao dossier pessoal do aluno. Mas Lúcio Pimentel admite que, além do trabalho, José Sócrates terá feito também uma oral. Provas dessa oral? Não existem. Só as pautas sobrevivem ao passar dos anos, e essas indicam que a licenciatura foi concluída a um domingo. Apesar de a pauta de Inglês não ter data, Pimentel avança que foi lançada no dia 22 de Agosto.  Mais...

Publicado hoje na edição impressa do jornal Público

António Morais, ex-professor da Universidade Independente e ex-director do Gabinete de Estudos e Planeamento de Instalações (GEPI) do Ministério da Administração Interna, contratou Fernando Pinto de Sousa, pai de José Sócrates, para fiscalizar a construção do quartel da GNR de Castelo Branco em 2000. A obra da Conegil, para a qual Morais trabalhava, não acabou.

 


publicado por laura_ceu às 21:37

link do post | comentar | favorito
|

Banco de Portugal pede alteração à lei laboral para maior produção

 

Cenário actual dificulta adaptação das empresas à evolução da economia

 

É triste ver o rumo, que meia duzia de abutres estão a dar ao país! Realmente, nós os portugueses, somos um povo de brandos costumes. Se estes senhores quando saíssem de casa tivessem de olhar para o lado, com receio do que lhes pudesse acontecer, talvez  tivessem mais respeito por portugal e pelos portugueses. Esquecem, estes que ganham milhares de Euros, que a grande maioria dos portugueses tem que se desgovernar com ordenados mínimos, enquanto estes abutres enchem os bolsos à sua custa!!!

Se quando os nossos governantes vão visitar cidades e aldeias com os seus belos discursos e promessas de treta, em vez de palmas, recebessem pedras, não fariam pouco de nós "povo de Portugal"!

 


publicado por laura_ceu às 20:01

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 16 de Abril de 2007

Campanha pelo não à mentira


publicado por laura_ceu às 21:24

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|


Cadastre-se no Trafegando - Divulgue Seu Site Gratuitamente e aumente suas visitas gratuitamente!

.mais sobre mim

.pesquisar

 

<script

.tags

. todas as tags